quarta-feira, 12 de setembro de 2012

ARTÉ



===///IIIO\\\===
 
A originalidade portuguesa é a sua nada surpreendente passividade. Trata-se de um atavismo, como certos animais que, face a um predador, se recolhem. Séculos e séculos assim. A história de Portugal resume-se num título: entre a espada e o mar. Algumas adaptações, como a emigração, não orgulham mas não envergonham, outras, a esmola e a sopa dos pobres...
 
***